imagens, registros e reflexões sobre a versão em HQ de "As Barbas do Imperador" de Lília Moritz Schwarcz

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Carica oitocentista de d.Pedro


Não sou muito paciente para fazer desenhos mais bem acabados.
Meu impulso natural, e meu treino com charges para jornal e layouts publicitários, é de "resolver" as ilustrações num instante.

Mas não posso deixar de admirar as gravuras minuciosas que divulgavam a imagem de d.Pedro II na imprensa da época, antes da fotografia. Provavelmente essa aí em cima é uma litogravura - desenhada com crayon oleoso em pedra, como um giz de cera.

Por isso fiz um exercício de cópia, sobre uma base de caricatura. É meio contrariando meu instinto, mas é um aprendizado rico. Talvez preenchendo lacunas de minha formação.

Devo dizer que é muito prazeiroso, ver o desenho tomando forma e profundidade.
De perto a gente vê como o artista cria soluções (ou aplica técnicas que outro artista criou, tanto faz, alguém criou um dia) para representar dobra de roupa, brilho em medalhas e botões, brilho em cabelo... tudo com risquinhos.
Quem se dedica ao desenho ou à caricatura realista fará bem em estudar de perto aqueles ilustradores.

E já que sou eu quem pagino a minha HQ, já fiz o exercício pensando em utilizar nesta página:

Essa quebra de estilo serve: para remeter ao grafismo do século XIX; para marcar o momento em que, enfim, o jovem imperador ganha barbas; e para quebrar a rotina da artefinalização, que já anda atrasada, e não posso bobear porque só tenho 30 semanas para finalizar as 88 páginas restantes.
Trabalha, Spacca! Slept! slept!

3 comentários:

  1. Meu Deus! Haja paciência!!! Abração.

    ResponderExcluir
  2. Salve Mestre Spacca,

    Estou ansioso aguardando o lançamento de "As Barbas do Imperador".

    Gostaria que você postasse mais alguns "petiscos" enquanto o "prato principal" não vem.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  3. MUITO bonito o traço, Spacca!
    :)

    ResponderExcluir